BELO HORIZONTE: A encantadora capital mineira

Última viagem realizada em setembro/2015


Adoro Belo Horizonte!!! Já fui duas vezes pra lá e sempre me surpreendo com algum cantinho novo que conheço. Nessas duas viagens deu para conhecer um pouquinho da capital mineira. Digo "um pouquinho" porque Beagá tem muuuita coisa legal pra fazer! São vários museus, espaços culturais, parques, praças... Além de algumas cidades vizinhas que merecem um clássico bate-volta.

Na primeira vez fiquei hospedada no Hotel São Bento e gostei bastante. A localização é ótima! Fica bem no centro e dá para fazer várias coisas a pé ou de ônibus. A rua e a fachada do hotel não são muito bonitas, mas por dentro ele é bem confortável, apesar de simples. O café da manhã também é bom e o preço razoável em relação a outros hotéis da região. Já na segunda vez fiquei no Ambassy Hotel. Ele também fica no centro, mas bem mais próximo à rodoviária. Durante o dia é super ok transitar a pé pela região, mas à noite é quase impossível sair do hotel. Há muitos moradores de rua e usuários de drogas que ficam vagando pelas ruas ao redor do hotel durante toda a madrugada. Achei bem tenso! Apesar de ser um bom hotel e ter um preço razoável, não me hospedaria lá novamente por conta da insegurança que senti.

Bom, agora vamos ao que interessa: o que tem pra fazer em Beagá? Muita, muuuita coisa legal! Dá só uma olhadinha.


PRAÇA DA LIBERDADE

Amei o famoso Circuito Cultural Praça da Liberdade!!! Esse circuito é composto por doze museus e espaços culturais localizados em prédios históricos em torno da Praça da Liberdade. Essa praça é muito bonita, tem várias árvores, flores, coreto, pista de cooper... e é bastante frequentada pelos mineiros. Os prédios são do século XIX e foram restaurados recentemente. Todos são tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico e esbanjam elegância. Antigamente o Poder Executivo do Estado ficava aí.

Praça da Liberdade
Prédios históricos ao redor da Praça da Liberdade

Não cheguei a visitar os doze espaços, mas gostei bastante dos seis que conheci. Fui no Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro de Arte Popular Cemig, no Espaço do Conhecimento UFMG, no Museu Mineiro, no Museu das Minas e do Metal e no Memorial Minas Gerais Vale. Gostaria de ter visitado o Palácio da Liberdade, mas estava fechado para manutenção. Também é nessa praça onde fica outro cartão postal de Beagá: o Edifício Niemeyer.

Palácio da Liberdade
Famoso prédio de Oscar Niemeyer

Centro Cultural Banco do Brasil: Esse prédio é enooorme! São seis andares e mais de doze mil metros quadrados! É um dos maiores espaços culturais do Brasil! Gostei bastante do hall de entrada (principalmente da escada e dos vitrais) e do pátio interno. É uma construção muito bonita que merece a visita. E sempre tem exposições legais rolando por lá.

Centro Cultural Banco do Brasil
Escadaria do hall de entrada (à esquerda) e pátio interno (à direita)

Museu das Minas e do Metal: Esse museu é bem interessante! Tem um acervo muuuito rico contendo diversos tipos de metais e minérios. Algumas partes da exposição são interativas e tem muitas projeções bem legais. A iluminação também é muito bonita e dá um clima intimista em todo o museu. Nem preciso comentar que a arquitetura do prédio é linda, né? Fiquei apaixonada por tudo, desde a cerâmica do chão até os detalhes do teto. É muito bonito e o prédio por si só já compensa a visita.

Memorial das Minas e do Metal, também conhecido como "Prédio Rosa"
Cerâmica linda do hall de entrada
Uma das salas disponíveis para evento (à esquerda) e corredor expositivo (à direita)

Memorial Minas Gerais Vale: É o meu museu preferido. Logo no saguão de entrada a escadaria já impressiona. É linda, muuuito linda! Fiquei completamente apaixonada e não parava de fotografá-la e admirá-la. O prédio possui três pavimentos de salas expositivas que retratam a história e as tradições populares e folclóricas de Minas Gerais. O mais legal é que tudo é bem interativo e contemporâneo. Há várias projeções que simulam situações e cenários, despertando sensações e experiências que nos levam ao passado e ao presente em questão de segundos.

Memorial Minas Gerais
Escadaria linda

Centro de Arte Popular Cemig: Achei esse espaço muito interessante! O prédio possui quatro pavimentos onde são expostos diversos tipos de artesanatos produzidos em todo o estado de Minas Gerais. Como sou apaixonada por trabalhos manuais, adorei o lugar! Os mineiros produzem muitas peças lindas e cheias de história, religiosidade e tradição. Infelizmente não era permitido fotografar lá dentro.

Espaço do Conhecimento UFMG: Esse local que não me chamou tanto a atenção. O prédio tem cinco andares e cada um é dedicado a um tema sobre a história da civilização humana. No último andar tem um planetário, mas não cheguei a vê-lo funcionando, pois só abre em horários específicos. Parece que durante à noite a fachada do prédio recebe projeções de imagens digitais. Deve ser bem legal!

Museu Mineiro: Esse museu também não me agradou muito. Quando estive por lá algumas salas estavam em reforma e apenas uma delas (a de arte sacra) funcionava. Adorei o Restaurante Magnólia que fica nos jardins do museu. Acabei almoçando por lá e o local me agradou muito. A comida é saborosa e o preço é muito bom também.


MUSEU DE ARTES E OFÍCIOS

O Museu de Artes e Ofícios fica na Praça da Estação e ocupa alguns prédios históricos da Estação Ferroviária Central de Belo Horizonte. Sua arquitetura é linda e a torre do relógio chama a atenção de longe. O acervo é composto de centenas de máquinas, instrumentos, ferramentas e os mais variados objetos utilizados em diversos tipos de trabalhos, desde o século XVIII. É bem interessante acompanhar a evolução das profissões. O museu é enorme (mais de nove mil metros quadrados) e tem muitas peças expostas. Esse é o primeiro museu da América Latina com essa temática.

Museu das Artes e Ofícios
Interior do museu

MUSEU GIRAMUNDO

Com certeza você já deve ter ouvido falar desse famoso grupo mineiro de teatro de bonecos, considerado o maior das Américas! Olha que legal: eles tem um museu onde estão expostos mais de quatrocentos bonecos M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O-S que foram utilizados em diversas peças e apresentações. Deu pra perceber que o acervo é gigante, né? Foi suuuper interessante conhecer a evolução do teatro de bonecos, afinal são quarenta anos de Giramundo! Imagine quantos bonecos e quantas peças eles já produziram durante todo esse tempo. É tudo muito lindo e muito mágico! Parece que a gente entra em um outro universo quando está lá dentro.

Esses dois bonecos eram gigantes!
Um pouquinho do acervo do andar inferior do museu

Além dos bonecos, também estão expostos cartazes, desenhos técnicos, estudos de figurino, fotografias... Achei muito legal ver um pouquinho do processo de criação e construção dos bonecos. A visita ao museu precisa ser agendada e é toda feita com o acompanhamento de um monitor, que vai explicando a história, mostrando os detalhes e contando curiosidades de cada boneco. O espaço do museu é um pouco apertado, mas o atendimento é ótimo! Amei conhecer esse museu e foi um dos momentos mais especiais da viagem.

Acervo do andar superior

MUSEU DOS BRINQUEDOS

Museu dos Brinquedos não é tão conhecido em Beagá e é uma atração relativamente nova da cidade (foi inaugurado em 2006). Seu acervo inicial era composto pela coleção de brinquedos dos 10 filhos e 22 netos de Luiza de Azevedo Meyer, a idealizadora do projeto, falecida no ano 2000. Posteriormente, o museu também começou a aceitar doações, o que resultou em um acervo com mais de cinco mil peças! Tem todo tipo de brinquedo: desde aqueles construídos artesanalmente (do século XIX), até os mais tecnológicos (de hoje em dia). É uma verdadeira volta a infância! A ideia de preservar e difundir o patrimônio lúdico é super legal e importante, mas achei a infraestrutura do museu um pouco precária. O espaço é bem pequeno para a quantidade de peças e o preço da entrada é um pouco salgado (para a minha humilde opinião, rs). O museu fica em um casarão antiguinho muito lindo no centro de Beagá. Ah, e eles promovem oficinas, cursos e diversas atividades para as crianças.

O Museu do Brinquedo
Uma das salas do Museu do Brinquedo

PAMPULHA

A região da Lagoa da Pampulha é enorme e super agradável! São dezoito quilômetros de extensão repletos de atrativos e muita natureza. Tive a sorte de ver uma família de capivaras (se refrescando na lagoa) e um tucano fofíssimo (que voava pra lá e pra cá). O meu lugar preferido nessa região é a Igreja São Francisco de Assis, projetada por Oscar Niemeyer, que fica às margens da lagoa. A "igrejinha da Pampulha" (como é mais conhecida) faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha e é um dos cartões postais mais importantes de Belo Horizonte. O interior da igreja (assim como seu exterior) é lindo, lindo! Todo em linhas curvas e cheio de quadros, painéis, esculturas e azulejos belíssimos produzidos por Cândido Portinari, Alfredo Ceschiatti e Paulo Werneck. O jardim na parte externa é muito bonito também e foi projetado por Burle Marx. A história dessa igreja é super interessante. Ela foi construída em 1943, porém manteve-se fechada até 1959 porque a população mineira da época achava-a moderna demais para ser um local religioso. Pode isso? rs

As capivaras fazem a festa na lagoa
Tucano na Lagoa da Pampulha
Igreja São Francisco de Assis

Além da igrejinha, o conjunto arquitetônico da Pampulha tem outros atrativos turísticos e culturais, como o Museu de Arte da Pampulha, a Casa Kubitschek, a Casa do Baile, os estádios Mineirão e Mineirinho, o Aquário da Bacia do Rio São Francisco, o Parque Ecológico da Pampulha, o Jardim Zoológico e o Jardim Japonês. Infelizmente quando estive por lá era uma segunda-feira, dia em que todos esses atrativos ficam fechados...

Lagoa da Pampulha com o Mineirão e o Mineirinho ao fundo
Muito verde às margens da lagoa

PRAÇA DO PAPA

Essa praça está localizada no bairro das Mangabeiras, em uma parte super alta da cidade: a mais de 1100 metros de altitude! Já dá para imaginar como é a vista lá de cima, né? Simplesmente maravilhosa!!! Dá para ter uma visão panorâmica de Belo Horizonte. É muito lindo! Fiquei imaginando como deve ser fantástico assistir ao pôr do sol dali... Infelizmente não consegui ver nenhum. A praça tem esse nome em homenagem ao Papa João Paulo II, que realizou uma missa por lá em 1980.

Praça do Papa
Vista panorâmica de Belo Horizonte

PARQUE DA SERRA DO CURRAL

O Parque da Serra do Curral é super legal e cheio de trilhas (com diferentes níveis de dificuldade) que levam a mirantes com vistas lindíssimas da capital. Algumas precisam de agendamento com monitores (como por exemplo aquela que faz a travessia da serra), enquanto outras são autoguiadas. Fiz uma super tranquila que passou por três mirantes. Simplesmente amei! A vista do último mirante é lindíssima! São 360 graus de paisagens de Beagá e da Serra do Curral. Recomendo muuuito a visita a esse parque!

Objetivo: subir lá no alto onde estão aquelas torres
Esse caminho de terra é a trilha mais fácil que tem no parque
Vista da Serra do Curral

PARQUE DAS MANGABEIRAS

O Parque das Mangabeiras é enooorme, cheio de trilhas e também fica encravado na Serra do Curral. Fiquei pouco tempo por lá, o suficiente para visitar o Mirante das Mangabeiras. A vista lá de cima é muito bonita! Dá para ver boa parte da capital mineira. Confesso que gostei mais dos mirantes do Parque da Serra do Curral (eles são mais altos e o contato com a natureza é muito maior). Além desse mirante o parque tem quadras esportivas, pista de skate, cascatas, locais para piquenique, quiosques, lagos, playground, entre outros atrativos. Vi vários quatis nesse dia! Eles são muito fofinhos!

Praça das Águas no Parque das Mangabeiras
Passarela para chegar ao mirante
A cidade de Belo Horizonte vista do alto
Quatis fofinhos

PARQUE MUNICIPAL AMÉRICO RENNÉ GIANETTI

Esse parque fica bem no centro de Beagá, na avenida Afonso Pena. Ele é enorme e tem lago com pedalinhos, pista de cooper, coreto, quadras... e até um parquinho de diversões! Ao lado dele fica o Palácio das Artes (um complexo cultural super grande também, tem teatro, cinema, galerias de arte, livraria...) e o Centro de Artesanato Mineiro (onde são expostos diversos tipos de artesanatos produzidos pelos mineiros).

Lago com pedalinhos no Parque Municipal
O Parque Municipal é uma enorme área verde no coração de Beagá

OUTROS LUGARES PARA VISITAR

Igrejas da região central: Beagá tem algumas igrejas muito bonitas (e com a arquitetura lindíssima) na região central. Visitei três delas: a Basílica Nossa Senhora de Lourdes (tem várias torres em estilo gótico, o interior é muito bonito), a Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem (é a igreja da padroeira de Belo Horizonte, tem estilo neogótico, não visitei o interior) e a Igreja São José (foi construída no século XIX e tem o formato de uma cruz latina, não visitei o interior e a fachada estava sendo restaurada).

Igreja Nossa Senhora de Lourdes (à esquerda) e interior da igreja (à direita)
Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem (à esquerda) e Igreja São José (à direita)

Feira de Arte e Artesanato da Afonso Pena: Essa feirinha (que na verdade é uma feirona) tem muuuita coisa legal e só funciona aos domingos. São mais de três mil barraquinhas que vendem quase tudo! rs Tem comidinhas, objetos de decoração, roupas, calçados, brinquedos, artesanatos dos mais variados tipos, tapeçaria, bordados, artes plásticas e até móveis! É muito grande mesmo e o ideal é visitá-la na parte da manhã, bem cedinho, por que depois lota e fica quase impossível transitar entre os expositores.

Mercado Central: Ele é enorme e ótimo para compras! São mais de 400 boxes vendendo de tudo: queijos, doces mineiros, cachaça, ervas e raízes, artesanato regional e muito, muuuito mais! E o melhor: os preços são ótimos!!! Amei o mercadão e super recomendo uma visitinha por lá.


Deu pra perceber que conheci muitos lugares lá em Belo Horizonte, não é? E ainda ficou muita coisa de fora. Sete dias foram poucos por ali e fui embora com aquela sensação de querer ficar mais um pouquinho. Adorei os museus do Circuito Cultural Praça da Liberdade, o Parque da Serra do Curral, o Mercadão, a Lagoa da Pampulha... Ai que saudades... Já quero voltar! rs


GOSTOU DE BELO HORIZONTE?
Não deixe de conhecer as cidades históricas também: Sabará, Ouro Preto, Mariana, São João Del Rei e Tiradentes.

VISITE TAMBÉM:
www.guiabh.com.br/turismo


Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.