CONCEIÇÃO DA BARRA: O litoral capixaba termina aqui

Viagem realizada em dezembro/2016


Conceição da Barra foi mais um lugar que conheci durante minha viagem ao litoral do Espírito Santo (se você ainda não viu nossos posts capixabas, clique aqui). Ela é a última cidade litorânea da região norte do estado e faz divisa com a Bahia. São aproximadamente 250 quilômetros de distância de Vitória, a capital. É lá onde fica Itaúnas, aquela vila super famosa pelo forró e por suas belíssimas dunas (em breve o post estará aqui no blog.).

Quando estava planejando a viagem, minha ideia inicial era conhecer apenas Itaúnas. Porém tive um pouco de dificuldade em conciliar os horários dos ônibus (que são bem escassos) entre Vitória, Conceição da Barra e Itaúnas (principalmente neste último trecho e ainda mais aos finais de semana e fora de temporada). Por conta disso acabei optando ficar hospedada em Conceição mesmo e ir fazendo bate-volta para Itaúnas (são apenas trinta quilômetros de distância). Mas isso não deu muito certo e acho que não aproveitei tanto... Primeiro porque só consegui ir para Itaúnas um dia e em um dia não dá para conhecer muita coisa (essa vila merece mais tempo para ser desbravada, rs). Segundo porque Conceição da Barra é uma cidade muuuito vazia fora dos feriados e da época de férias (até gosto de tranquilidade, mas preferiria a cidade um pouco mais movimentada). E terceiro porque não gostei da pousada que fiquei hospedada.

Quem acompanha o blog sabe que minhas hospedagens são quase sempre bem simples. Meus únicos pre-requisitos são: limpeza, segurança, um chuveiro quente e uma boa cama. Tendo isso, tá ótimo! Em Conceição da Barra escolhi o Hotel Marina Porto da Barra. Ele tem uma excelente localização! Fica beirando o Rio Cricaré (também chamado de Rio São Mateus), de frente para o cais do Porto (que é cheio de barquinhos de pescadores). O café da manhã era opcional (não incluso na diária) e foi servido na casa de uma das proprietárias (que foi super simpática e me recebeu muuuito bem). Outro ponto positivo é a vista para o pôr do sol da varanda de todas as suítes. É muito lindo e confesso que esse foi um dos motivos que me fez escolher esse hotel (e simplesmente ignorar os comentários não muito positivos no Booking.com, rs). Agora senta que vem a parte ruim: ele é muito, mas muuuito velho. A estrutura física do hotel é ótima e ele tinha de tudo para ser uma excelente opção de hospedagem, porém precisa de uma boa reforma. A limpeza da suíte também deixou a desejar (principalmente no banheiro) e não me senti segura durante à noite (alguns dos portões nunca eram trancados e tive a sensação de que qualquer pessoa poderia ter acesso ao hotel). Como era baixa temporada, só havia eu de hóspede (somente no segundo dia chegou mais uma menina). Não foi uma boa experiência.

Hotel Marina Porto da Barra
Vista da varanda

Tirando esse detalhe ruim da hospedagem, Conceição da Barra é ótima! Apesar da cidade estar super parada (por conta da baixa temporada), deu para reparar que ela tem uma boa infraestrutura turística. Há restaurantes, hotéis e lanchonetes para todos os gostos e bolsos. Muitos dos casarões do centrinho são bem antigos e tombados como patrimônio histórico. Adoro esse tipo de construção e acho que eles dão um clima super charmoso e interiorano ao lugar. A Igreja Nossa Senhora da Conceição é uma das mais importantes. Ela foi erguida em 1812 na praça que deu origem a cidade.

Igreja Nossa Senhora da Conceição (à esquerda) e detalhe de um dos casarões históricos (à direita)
Outro casarão histórico do centro

As praias de Conceição da Barra possuem águas super agitadas. As ondas são tão fortes que fizeram o mar avançar e invadir alguns trechos da cidade. Infelizmente dezenas de casas já foram destruídas por conta disso. Super triste e preocupante! Para tentar conter essa erosão marítima, foram construídos muitos quebra-mares (uma espécie de muro de pedras) em alguns trechos das praias.

A Praia do Farol fica em frente ao centro da cidade e é bastante extensa. Ela tem uma área de vegetação de restinga protegida entre o calçadão e o mar e um farol super antigo (construído por volta de 1914). Por falar em calçadão, ele foi recentemente reformado e é super bonito. Ótimo para caminhar, andar de bicicleta ou simplesmente sentar em um dos bancos e curtir a vista para o mar. Percebi que é bastante frequentado pelos moradores e turistas, mas a praia em si é bem vazia (pelo menos estava quando estive por lá).

Calçadão na Praia do Farol
Caminho para a Praia do Farol no meio da restinga

Já a Praia da Barra, que é a mais badalada da cidade, é bem mais movimentada e foi ali que escolhi ficar durante um dos dias da viagem. Se você continuar caminhando para o lado esquerdo, chegará em outra praia bastante conhecida: a Praia de Guaxindiba. Como ela é afastada do centro, tem uma paisagem mais selvagem e natural. Infelizmente não consegui conhecê-la... Outro lugar que achei super bonito foi o encontro do Rio Cricaré com o mar, lá no final da Praia da Bugia (que é a continuação da Praia do Farol). Além da belíssima paisagem, aí neste local tem aquele letreiro com o nome da cidade que são super legais para tirar foto.

Praia da Barra
Letreiro em frente ao encontro do rio e do mar

Gostei de conhecer Conceição da Barra, mas acho que poderia ter visitado-a em uma época mais movimentada. Fora dos feriados e período de férias, as ruas e praias ficam super vazias e muitos estabelecimentos comerciais acabam ficando fechados por falta de movimento. Dizem que no Carnaval a cidade bomba e fica irreconhecível. Achei a infraestrutura turística ótima e os preços dos restaurantes super ok. Como dois rios desaguam no mar (o Cricaré e o Itaúnas) ele não tem aquela cor azulada maravilhosa, e sim um tom acinzentado. Mas mesmo assim é bem bonito!


GOSTOU DE CONCEIÇÃO DA BARRA?
Conheça Itaúnas também! Em breve o relato estará aqui no blog.

NOSSA AVALIAÇÃO:


Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.