FORTALEZA: A capital do sol e da alegria

Viagem realizada em setembro/2014


Ah, Fortaleza... Que delícia de cidade! Passamos momentos incríveis por lá! Cinco dias foram poucos. Fui embora com a sensação de que deveríamos ter ficado mais. Quanta coisa pra fazer e pra ver nessa capital cearense. Tem praias urbanas e do tipo mais isoladas com areia branquinha e coqueiros imensos, um povo alegre e hospitaleiro que faz com que você se sinta em casa já no primeiro instante, alguns centros culturais dignos de uma capital cosmopolita, uma avenida beira-mar deliciosa pra caminhar em qualquer período do dia e um clima delicioso que só o nordeste tem pra oferecer. Fortaleza é isso! E muito, muuuuito mais!

Nos hospedamos pertinho da Praia do Meireles, na Pousada dos Coqueiros. A estrutura é bem simples (principalmente nos quartos), mas achamos o preço excelente para a região (viajar a baixo custo é nossa especialidade! rs). O café da manhã era ótimo também. Tinha vários quitutes típicos do nordeste. Uma delícia! O atendimento foi bom. O dono da pousada é super simpático e nos ajudou em tudo que precisamos.

Pousada dos Coqueiros, pertinho da beira-mar na Praia do Meireles

Chegamos em Fortaleza por volta das onze horas da noite e fomos direto para a pousada dormir. No dia seguinte acordamos bem cedinho e caminhamos no calçadão da Praia do Meireles. Que delícia de lugar! Não eram nem sete da manhã e os termômetros já marcavam trinta graus!!! Meireles é uma das praias centrais de Fortaleza e sua orla é repleta de prédios altíssimos. É aí onde estão concentradas a maioria dos hotéis, restaurantes, lojas, quiosques e os serviços de apoio ao turista.

Praia do Meireles às sete de manhã
piscinas naturais na maré baixa

Também é nessa praia que acontece a Feira de Artesanatos mais famosa de Fortaleza! Todos os dias, no finalzinho da tarde, as barracas começam a surgir e a comercializar os mais diversos tipos de artesanatos e aquelas lembrancinhas que os turistas adoram! Um pouquinho mais pra frente dessa feirinha (a cerca de trezentos metros), tem um Jardim Japonês muito lindo e bem cuidado. Esse espaço foi inaugurado em 2011 em homenagem ao primeiro imigrante japonês que chegou a Fortaleza. É um local pequeno, mas muito agradável!

Jardim Japonês
detalhes muito bonitos do jardim

Depois do café da manhã fomos caminhando até a Praia de Iracema (que é a continuação da Praia de Mucuripe e da Praia do Meireles). Durante a caminhada vimos a famosa Estátua de Iracema. Ela é muito bonita! Caminhamos mais um pouco e chegamos na Ponte dos Ingleses. Essa ponte é um dos cartões postais da cidade e foi inaugurada em 1923. Dizem que o pôr do sol dali é lindo, mas infelizmente não consegui assisti-lo em nenhum dia... Perto da ponte existe um navio naufragado há mais de trinta anos, o Mara Hope, que se tornou mais um dos atrativos turísticos da capital cearense. Em frente a Ponte dos Ingleses está sendo construído um aquário que promete ser o maior aquário da América Latina. Dizem que ficará pronto no final de 2015. Daqui alguns meses eu volto pra conferir se é mesmo! rs

Estátua de Iracema
Ponte dos Ingleses
Mara Hope, naufragado há mais de trinta anos na costa de Fortaleza

Pertinho da Praia de Iracema fica o Dragão do Mar. Esse espaço cultural é muito bonito e conta com planetário, cinema, auditório, teatro, biblioteca e dois museus (o Museu de Arte Contemporânea e o Museu da Cultura Cearense), além de promover diversas atividades culturais gratuitas para toda a população. Na mesma praça em que está localizado esse centro cultural, existem vários casarões coloniais super coloridos e bem conservados. Uma graça!

centro cultural Dragão do Mar
linda passarela que interliga os prédios
casarões históricos

Caminhamos mais um pouco e chegamos bem na região central, onde ficam localizados três pontos turísticos: a Catedral de Fortaleza, o Forte de Nossa Senhora da Assunção e o Mercado Central. De longe já avistamos a Catedral de Fortaleza, pois ela é muuuito alta e linda!!! As torres possuem 75 metros de altura (ouvi dizer que é a segunda mais alta do Brasil)! Ela foi projetada por um francês e demorou quase quarenta anos para ficar pronta. A arquitetura é em estilo eclético, predominando o gótico, e os vitrais são franceses. Quase em frente à igreja fica o Forte de Nossa Senhora da Assunção. Esse forte é muito importante na história de Fortaleza, pois foi ao redor dele que surgiu um povoado que deu origem à cidade. Hoje em dia o forte é ocupado pelo Exército, mas ainda assim é possível visitá-lo. Lá dentro há um pequeno museu e na parte externa estão expostos alguns canhões antigos e é possível avistar parte do mar. Atravessando a rua chega-se ao Mercado Central. Aqui é o local perfeito para comprar artesanato típico do estado (entre outras bugigangas). Prepare-se, são mais de quinhentos boxes! De todas as lojas e feirinhas que visitei, aqui nesse mercado foi onde encontrei os melhores preços (fica a dica! rs).

Catedral de Fortaleza
Forte de Nossa Senhora da Assunção
detalhes do Forte
Mercado Central

Continuamos a caminhada pela região central e chegamos no Passeio Público, também conhecido como Praça dos Mártires. É um local bem arborizado e tranquilo, com vários banquinhos super convidativos para um descanso (depois de tanto andar!). Aproveitamos e almoçamos no Café Passeio, um restaurante por quilo super charmoso. Andamos mais um pouquinho e entramos no Emcetur. Essa espécie de central de artesanato fica em um prédio que abrigava a antiga Cadeia Pública da cidade. Em cada cela fica uma lojinha que vende produtos típicos do Ceará. São mais de cem lojas! No andar de cima ficam dois museus: o Museu de Arte e Cultura Populares e o Museu da Minerologia, mas não visitamos nenhum. Esse foi o último ponto que visitamos na região central.

Emcetur
Passeio Público

Lá na Avenida Beira-Mar também saem passeios de barco pela orla de Fortaleza. Existem dois horários: o da manhã (para curtir o dia) e o da tarde (para contemplar o pôr do sol). Nós escolhemos fazer esse da tarde, pois amo assistir ao sol de pondo! O passeio é feito pela Associação dos Veleiros de Fortaleza, que fica na Praia de Mucuripe. Fomos muito bem atendidos! Agendamos o passeio pelo telefone e uma van nos buscou na pousada e nos levou até o local de embarque. O passeio durou umas três horas e navegamos por toda a orla de Fortaleza. Achei muito legal porque passamos pelos mesmos pontos turísticos que já havíamos visto caminhando pelo calçadão. Mas dessa vez vimos tudo por outra perspectiva. Foi muito legal! Vimos os prédios altíssimos da orla, a Ponte dos Ingleses, os barcos naufragados e até as torres da Catedral de Fortaleza! Quando chegamos nesse ponto, o sol começou a se pôr e foi um dos momentos mais lindos da viagem. Eu simplesmente amo ver o pôr do sol! E foi a primeira vez que o vi navegando no mar! Foi inesquecível! Quando voltamos para o local de desembarque, já estava tudo escuro, mas foi legal também porque vimos a orla de Fortaleza iluminada. Super recomendo fazer esse passeio!

o sol se pondo, foi mágico!
a orla de Fortaleza iluminada

Outra praia que conhecemos foi a Praia do Futuro, que fica um pouco mais afastada do centro. Pegamos um ônibus e em cerca de vinte minutos já estávamos lá. Nossa ideia era passar o dia na barraca mais famosa de Fortaleza: a Croco Beach. Mas quando chegamos descobrimos que ela estava interditada. Fiquei super frustada! Ninguém sabia dizer ao certo o motivo da interdição e os funcionários diziam que ia abrir em alguns minutos... E nunca abria! Acabamos ficando na barraca ao lado, mas sinceramente não gostei da Praia do Futuro. A praia em si é bonita e limpa, mas o que mais me incomodou foi a quantidade de vendedores ambulantes. Eles não te deixam em paz um minuto, ficam o tempo todo oferecendo coisas. É chato demais!!! Acabamos ficando só um pouquinho por lá e depois voltamos para Meireles.

barraca Croco Beach interditada
a praia em frente à Barraca Croco Beach

Durante toda a nossa estadia fechamos apenas um passeio com uma agência de turismo. Infelizmente não lembro o nome dela para citar aqui e para não indicá-la à ninguém. O atendimento foi muito ruim e os serviços prestados também. Contratamos o passeio para Cumbuco, que fica a uns trinta quilômetros de Meireles. A van chegou com quase uma hora de atraso! Já achei péssima a falta de pontualidade... Depois, quando chegamos em Cumbuco, queríamos muuuito fazer o passeio de bugue. Cumbuco é famoso por suas dunas e lagoas e o passeio de bugue é indispensável para conhecer a região. Mas como estávamos em três não conseguimos fazer o passeio, pois o bugue só saía com quatro pessoas. A guia não fez nenhum esforço para tentar encontrar outra pessoa para completar o bugue ou tentar negociar a saída com três mesmo. Achei péssimo! Ela simplesmente desconversou e foi deixando a gente de lado. Acabamos desistindo e ficando só na praia mesmo. Nos acomodamos no restaurante Velas do Cumbuco e ficamos lá a tarde inteira. A praia é muito bonita, mas acho que, como não fizemos o passeio de bugue, não compensou o passeio.

Praia de Cumbuco
Cumbuco oferece passeios de jangada aos turistas

Adorei Fortaleza! Principalmente a animação da Avenida Beira-Mar. Ela está sempre movimentada e é uma delícia caminhar por lá. Faltou conhecer muita coisa! Não visitamos o Theatro José de Alencar (no dia em que fomos ao centro, o teatro estava fechado para limpeza), o Beach Park (esse não fomos porque não curtimos parque aquático e é caro demais), a Praia de Lagoinha, Águas Belas, Mundaú, entre outros lugares. Infelizmente não tivemos muito tempo, pois também fomos conhecer Jericoacoara e Canoa Quebrada. Tai um bom motivo pra voltar... rs


GOSTOU DE FORTALEZA?
Aproveite e conheça Canoa Quebrada, a mais famosa vila de pescadores do Ceará! Fica bem pertinho de Fortaleza. Se quiser esticar um pouco mais, vá até Jericoacoara, um paraíso escondido no meio das dunas!

NOSSA AVALIAÇÃO:

Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.