PORTO ALEGRE + GUAÍBA

Viagem realizada em junho/2015


Depois que fui para a Serra Gaúcha, fiquei com muita vontade de conhecer outras cidades do Rio Grande do Sul. Até que um dia vi uma promoção de passagem aérea para Porto Alegre e resolvi passar quatro dias por lá (agora sou assim: tô indo pra onde tiver promoção! rs). Fui em junho, uma semana antes do inverno começar e passei muito, muuuuito frio! Durante o dia fazia entre cinco e dez graus. Quase morri congelada! 

Fiquei hospedada na Pousada Terra Sul. Ela tem quartos com banheiros privativos e outros com banheiros compartilhados. Fiquei no com banheiro compartilhado e foi uma boa experiência. O café da manhã era simples, mas gostoso, e o atendimento ótimo. A localização é boa, mas não é central, no entanto não tive problemas para me locomover de ônibus até os pontos turísticos.

Pousada Terra Sul

Logo que cheguei, fiz um passeio de catamarã pelo Lago Guaíba. Os barcos saem do Terminal Hidroviário que fica lá no centro histórico. É muito legal e bonito ver a orla de Porto Alegre cheia de prédios. Vi várias construções históricas e alguns pontos turísticos, como o Cais do Porto, a Usina do Gasômetro e o Estádio Beira-Rio.

Cais do Porto
Estádio Beira-Rio

Após uns trinta minutos, desembarquei em Guaíba e fiz um rápido city tour em uma jardineira super antiga. A cidade tem algumas construções históricas bem conservadas. Conheci as ruínas do Matadouro São Geraldo (antigo matadouro da cidade), a Casa de Gomes Jardim (onde era o ponto de encontro dos líderes da Revolução Farroupilha), o Cipreste Farroupilha (uma bonita árvore que teve uma importante participação na história da cidade), a Igreja Nossa Senhora do Livramento (é a igreja da padroeira da cidade e possui mais de cem anos) e o Vitrine Cultural (um pequeno centro cultural). Foi interessante, mas nada imperdível...

Jardineira onde o city tour é feito
ruínas do Matadouro São Geraldo
Casa de Gomes Jardim, ao fundo, e o Cipreste Farroupilha

Também há um mirante bonito na parte alta da cidade (ele fica no final da Escadaria 14 de outubro). O dia estava bem ensolarado e gostoso, apesar do frio. O lugar que mais gostei foi a orla beirando o lago. É muito gostoso caminhar pelo calçadão ou sentar em algum dos banquinhos e curtir a paisagem.

Mirante com vista para o Lago Guaíba e a cidade de Porto Alegre
Orla do Lago Guaíba

Voltei para Porto Alegre e caminhei até a Usina do Gasômetro para ver o pôr do sol. O Gasômetro é uma antiga usina de geração de energia e atualmente abriga um centro cultural. A vista para o Lago Guaíba é muito bonita! Esse é o local mais famoso em Porto Alegre para assistir ao sol se pondo. O jardim da usina fica lotado de pessoas e olha que eu fui em uma terça-feira (imagina aos finais de semana).

Usina do Gasômetro
Fim de tarde no Lago Guaíba
Esse é o pôr do sol mais famoso de Porto Alegre

No dia seguinte fui conhecer a Rua Gonçalo de Carvalho. Ela fica no bairro Independência e é conhecida como "a rua mais bonita do mundo". Virou ponto turístico por causa da quantidade de árvores, que formam uma espécie de túnel verde. Achei bem legal! Aliás, uma das coisas que chamou a minha atenção em Porto Alegre foi a quantidade de ruas arborizadas. Tem muitas! Caminhei mais um pouco e cheguei no Parque Moinhos de Vento, mais conhecido como Parcão. Andei um pouquinho por lá, mas confesso que esse parque não me agradou muito.

Rua Gonçalo de Carvalho
Parque Moinhos de Vento

Outro lugar que adorei em Porto Alegre foi a Escadaria 24 de Maio, que fica na região do centro histórico. Ela é tão colorida que a vi de longe! Quando cheguei mais perto percebi que o mosaico era formando por azulejos coloridos e que, em cada azulejo, há um trecho de uma poesia ou o depoimento de algum morador. Achei lindo e super criativo! Uma verdadeira declaração de amor à cidade!

Escadaria 24 de maio

Ainda no centro histórico, conheci a Catedral Metropolitana (é muuuito bonita, foi construída por volta de 1920, tem estilo renascentista), o Palácio Piratini (onde fica a atual sede do governo estadual do Rio Grande do Sul), o Teatro São Pedro (foi inaugurado em 1858, sua arquitetura é em estilo neoclássico), o Museu de Comunicação Hipólito José da Costa (gostei de um sofá gigante que tem lá), o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (é o principal museu de arte do estado, está localizado no antigo prédio da Alfândega, que tem uma arquitetura linda), o Santander Cultural (é um espaço cultural patrocinado pelo banco, está localizado em um prédio histórico muito bonito, adorei o interior), a Prefeitura Municipal (outro prédio histórico bonito), o Mercado Público Municipal (abriga alguns restaurantes, bares, lanchonetes, cafés e docerias, também comercializa artesanatos, produtos regionais, carnes, ervas etc) e muitos outros prédios históricos.

Catedral Metropolitana (à esquerda) e Palácio Piratini (à direita)
Teatro São Pedro
Museu de Arte do Rio Grande do Sul (à esquerda) e interior do Santander Cultural (à direita)
Prédio da Prefeitura
Mercado Público Municipal

Quando estava pesquisando o que visitar em Porto Alegre, muitos sites indicavam o Museu de Ciências e Tecnologia da PUC como a atração mais legal da cidade. Apesar de ser um museu infantojuvenil, fui conhecê-lo e gostei bastante! O espaço é grande (são três pavimentos), bastante organizado e limpo. Há muitos objetos expostos que proporcionam experiências e demonstrações científicas lúdicas e inusitadas. É tudo muito interativo! Havia algumas excursões escolares e pude perceber que as crianças e adolescentes demonstravam muito interesse pela exposição, ao mesmo tempo que aprendiam e se divertiam. Minha única objeção é em relação ao preço do ingresso. Achei um pouco caro.

Experiências divertidas em todo o museu
O museu é espaçoso é muito organizado

No último dia fui caminhar pelo Parque Farroupilha, que é mais conhecido pelos gaúchos como Parque Redenção. O parque é enooorme e há muito espaço para correr e praticar atividades físicas. Também há um parque de diversões infantil e um lago com pedalinhos, e me disseram que aos domingos funciona uma feirinha de antiguidades e artesanato muito legal (infelizmente estive por lá em uma sexta-feira). Algumas áreas do parque estavam interditadas para reforma.

Monumento do Expedicionário
Pedalinhos no lago

Porto Alegre é bonita e me pareceu um bom lugar para se morar. No entanto, turisticamente falando, achei que a cidade tem poucos atrativos. Acho que em dois/três dias dá para ver tudo. Como fiquei quatro dias por lá, acabei ficando um pouquinho entediada, rs.


GOSTOU DE PORTO ALEGRE?
Visite algumas cidades da Serra Gaúcha também, como Gramado, CanelaTrês Coroas e Nova Petrópolis. Elas ficam próximas de Porto Alegre!

NOSSA AVALIAÇÃO:




Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.