RECIFE: História, arte e muuuita cultura na capital pernambucana

Viagem realizada em setembro/2013


Depois de aproveitarmos as deliciosas praias de Porto de Galinhas, Cabo de Santo Agostinho e Tamandaré (Praia de Carneiros), fomos conhecer mais duas cidades de Pernambuco: Recife e Olinda. Nos hospedamos em Recife por dois dias, no Hotel Des Arts. A localização é excelente (a duas quadras da Praia de Boa Viagem e com fácil acesso ao transporte público). O preço também foi ótimo, mas achamos as instalações bem antigas e o café da manhã beeeem fraquinho.

Recife é uma das capitais brasileiras mais antigas e a cidade mais rica e desenvolvida da região nordeste. Seu nome vem da palavra "arrecife", uma formação rochosa que fica na costa litorânea, impedindo a formação de ondas na beira das praias. Esses arrecifes garantem praias com águas tranquilas, perfeitas para relaxar. A Praia de Boa Viagem, a mais badalada da área urbana, é assim desse jeitinho, com pouquíssimas ondas. Porém é imprópria para banho, pois está poluída (que tristeza!). A diversão fica por conta dos quiosques e do animado calçadão que tem excelente infraestrutura, com pista de cooper, chuveiros, quadras...

Praia de Boa Viagem

No finalzinho da tarde, as barraquinhas da famosa Feirinha de Boa Viagem começam a surgir na pracinha que leva o mesmo nome da praia. Lá vende-se de tudo: artesanato, roupas, doces, lanches... E por sorte essa feirinha ficava a duas quadras do nosso hotel! Que delícia!!!

Além de conhecer a praia e feira de Boa Viagem, também fomos ao centro histórico de Recife. Andamos muuuuito por lá!!! Começamos pela Praça da República e seus belíssimos prédios do Palácio da Justiça e do Teatro Santa Isabel. Infelizmente não conseguimos fazer visita guiada em nenhum dos dois... De lá seguimos para a Rua Aurora e suas famosas casinhas coloridas. Uma graça!!! Essa rua fica beirando o Rio Capibaribe. Também passamos por algumas pontes históricas bem bonitas e conservadas. A que mais gostei foi a Ponte da Boa Vista, super colorida!

Teatro Santa Isabel
Palácio da Justiça (à esquerda) e Rua Aurora (à direita)
A colorida Ponte da Boa Vista

Por fim chegamos na Casa de Cultura de Pernambuco. Esse local reúne mais de cem lojas que vendem todo tipo de artesanato produzido pelos pernambucanos. Tem muitas coisas lindas e com o preço bem em conta, mas o que mais me chamou a atenção foi a arquitetura do prédio. Lá era a antiga Casa de Detenção do Recife e cada sela hoje abriga uma loja. Esse prédio é tombado como patrimônio histórico. Muito interessante!!

Casa de Cultura de Pernambuco

Voltamos para o centro, conhecemos mais algumas igrejas e prédios antigos e o Mercado de São José (não gostei de lá... muito feio, cheirava mal e era sujo). Atravessamos mais uma ponte e chegamos na Praça do Marco Zero. Essa praça é muito bonita! A maioria dos prédios que ficam ao redor dela estão restaurados e muito bem cuidados. De lá dá para ver o Parque das Esculturas e tem barquinhos que fazem a travessia, mas nós não fomos. Também entramos no Centro de Artesanato Pernambucano. Lá são expostos vários tipos de artesanatos lindos!!!!! Mas achei os preços bem caros e não comprei nada.

Prédio do antigo Diário Pernambucano (à esquerda) e uma das igrejas do centro histórico (à direita)
Praça do Marco Zero
Marco Zero de Pernambuco
Parque das Esculturas
Algumas peças do Centro de Artesanato Pernambucano

À tarde pegamos um ônibus para o Instituto Ricardo Brennand. Esse lugar é lindo!!! A entrada já impressiona: tem uma rua que parece não ter fim, com muuuuuitos coqueiros (tipo cenário de filme, rs). Os prédios são em formato de castelo (deu a sensação de termos voltado no tempo, em uma época medieval). Eu adorei!!! O primeiro prédio que entramos abrigava exposições de quadros, esculturas, tecidos etc (o interior era lindo!). E o segundo tinha uma enoooorme coleção de armaduras e armas medievais (beeeeem legal!). Nesse dia andamos muito e voltamos para o hotel exaustos!

Entrada do Instituto Ricardo Brennand
Primeiro prédio que visitamos
O interior era lindo!
Parecia um castelo!
Exposição de armaduras e outras peças medievais

Gostei bastante de Recife! O Instituto Ricardo Brennand foi o que mais me surpreendeu nessa viagem. É um local lindo e, infelizmente, muita gente nem sabe da existência desse espaço cultural. O centro histórico é bonito, mas achei as ruas sujas e com mal cheiro. Gostaria de ter ido com mais calma e mais tempo. Acabou ficando tudo muito corrido. Mas a visita valeu super a pena!!


GOSTOU DE RECIFE?
Visite Olinda. Fica ao lado!

NOSSA AVALIAÇÃO:




Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.