SANTO ANTÔNIO DO PINHAL: Um refúgio romântico no meio da Serra da Mantiqueira

Viagem realizada em março/2016


Santo Antônio do Pinhal fica no coração da Serra da Mantiqueira, bem do ladinho da badalada Campos do Jordão e da tranquila São Bento do Sapucaí (que tô louca pra conhecer). São apenas 170 quilômetros de distância da capital paulista. Essa cidade não tem o mesmo glamour e requinte de Campos do Jordão, mas é charmosa, aconchegante, hospitaleira e repleta de atrativos turísticos. Como está localizada no meio das montanhas, a mais de mil metros de altitude, acabou tornando-se um refúgio romântico para os casais apaixonados. Afinal o próprio nome da cidade já revela tudo: Santo Antônio é conhecido como o santo casamenteiro.

Subindo a serra

Já estive em Santo Antônio duas vezes e foi ótimo! Porém, como estava a pé pela cidade, conheci apenas os atrativos que ficavam mais próximos do centrinho. O Mirante do Cruzeiro foi um deles. Essa praça fica localizada na parte mais alta da cidade, a 1.100 metros de altitude. A vista das montanhas e de parte de Santo Antônio do Pinhal é muito bonita! Ali pertinho há uma trilha chamada de Trilha do Cruzeiro. Ela é bem pequena (não chega a ter um quilômetro) e passa por um trecho de mata. Sinceramente não gostei muito do local. Achei meio sem graça e sem atrativos, mas o mirante é bem legal e vale a visita!

Mirante do Cruzeiro
Um pedacinho da vista do mirante
Trilha do cruzeiro

As principais ruas de Santo Antonio são repletas de lojinhas, docerias e restaurantes. Tudo é muito arrumadinho e florido. Até as calçadas tem uma decoração especial: há dezenas de desenhos de araucárias espalhados por elas. Fiquei apaixonada por esse detalhe! Ali no centro também ficam a Igreja Matriz de Santo Antônio de Pádua e a Praça do Artesão. Essa igreja foi construída em 1811, em homenagem ao santo padroeiro da cidade. Inicialmente sua estrutura era toda de madeira. Apenas em 1924 é ganhou as paredes de alvenaria (e permanece assim até hoje). A Praça do Artesão, que fica ali pertinho, é muito bonitinha e foi construída em homenagem à colônia japonesa. Há um lago com uma ponte super fofa, vários banquinhos para descansar e um palco que é usado para apresentações musicais e artísticas. Também há um lindo Toori (aquele tradicional portal japonês). Aos finais de semana acontece uma feirinha de artesanatos por lá.

Detalhe lindo das calçadas
Parece uma pintura, não parece?
Igreja Matriz (à esquerda) e Praça do Artesão (à direita)

Outro atrativo imperdível da cidade é a Estação Eugenio Lefreve. Nessa estação fica o Mirante Nossa Senhora Auxiliadora com uma vista panorâmica da Serra da Mantiqueira e das cidades de Taubaté e Pindamonhangaba (bem ao fundo). É muuuito lindo! Essa histórica estrada de ferro foi construída em 1910 e esse trecho é considerado o ponto mais alto das ferrovias do Brasil. Daí também parte um passeio de trem muuuito legal que vai até a Estação Emílio Ribas, em Campos do Jordão. O trem (que também é antiquíssimo) percorre dezenove quilômetros de trilhos encrustados na Serra da Mantiqueira. Super recomendo este passeio!

O trem, na estação Emílio Ribas, em Campos do Jordão
Avistamos até a Pedra do Baú
Paisagens durante o passeio
Paisagem panorâmica do mirante

Gostei de Santo Antônio do Pinhal, mas como estava circulando a pé pela cidade não consegui visitar outros atrativos que ficavam mais distantes. Fiquei morrendo de vontade de conhecer as cachoeiras e fazendas que existem na região (tem muuuuitas!) e ir ao Eco Parque Jardins dos Pinhais (parece ser um local lindo pelo que vi no site deles). Sem falar nas inúmeras trilhas! Acho que preciso voltar... rs


GOSTOU DE SANTO ANTÔNIO DO PINHAL?
Vá para Campos do Jordão também! Fica ao lado e é linda!!!

NOSSA AVALIAÇÃO:


Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.