SANTANA DE PARNAÍBA: O Corpus Christi mais colorido que já vi

Passeio realizado em junho/2014


Santana de Parnaíba me surpreendeu! Essa cidade fica aqui pertinho da capital, ao lado de Barueri, Osasco... São apenas quarenta quilômetros de distância percorridos em menos de uma hora. Mas acredite: foi como se eu tivesse viajado para uma cidadezinha do interior. Tipo as de Minas Gerais! É sério! Parece que o tempo parou por ali. Há centenas casarões históricos, pracinha florida com coreto charmoso, lojinhas de artesanato, restaurantes, igreja, feirinha aos finais de semana e o mais legal de tudo: os tapetes mais lindos e coloridos que já vi no feriado de Corpus Christi!

Já tinha ouvido falar muuuito desses tapetes. Até porque Santana de Parnaíba ganhou fama devido a essas tradicionais festividades religiosas. Então, em um desses feriados, resolvemos ir para lá. Chegamos bem cedinho e tivemos o privilégio de acompanhar a confecção dos tapetes, feitos com serragem colorida. Isso foi o que mais me encantou! Há uma mobilização dos moradores e todos vem ajudar: idosos, jovens, casais, crianças... E o mais impressionante é que eles não ganham nada para isso (financeiramente falando). Fazem com amor, para manter uma tradição passada de geração para geração. Tem coisa mais linda?

Tradição passada de mãe para filha
Tapetes sendo confeccionados
É muito amor! s2

Santana de Parnaíba foi fundada em 1580, à beira do rio Tietê, e serviu de passagem para os bandeirantes que desbravavam o interior do estado. Seu centro histórico é repleto de casarões em estilo colonial construídos entre os séculos XVII e XIX. Alguns ainda são residência de moradores, mas outros se transformaram em restaurantes, pousadas, lojinhas, ateliês... Eles estão bem conservados e são considerados o maior conjunto arquitetônico tombado do estado de São Paulo.

Rua do centro histórico
Detalhe de um dos casarões
Restaurante super charmoso no centro histórico

Achei o centro histórico muito bem cuidado. Alguns casarões ainda mantêm aquelas típicas floreiras embaixo de suas janelas. É tão charmoso! Também fiquei apaixonada pela Praça 14 de Novembro. Ela é muito florida e colorida e abriga o histórico Coreto Maestro Bilo. Esse coreto foi construído em 1892 com ferragens que vieram da Inglaterra e é um dos cartões postais da cidade. Ali perto, no Largo da Matriz, fica a Igreja Matriz de Sant'ana, outra construção que faz parte do belíssimo conjunto arquitetônico de Santana de Parnaíba. Ela foi construída em estilo eclético, por volta de 1890, em homenagem a padroeira da cidade.

Praça 14 de Novembro
Coreto Maestro Bilo (à esquerda) e casarão histórico (à direita)
Tudo é muito florido!
Igreja Matriz de Sant'ana

Quem visita a cidade aos domingos tem mais atrativo à disposição: a Feira de Artes e Artesanato. Nesse dia as principais ruas do centro histórico são ocupadas por dezenas de barraquinhas que vendem os mais diversos tipos de artesanatos produzidos pelos artesãos da região. Ah, e também tem muuuitos doces deliciosos e outros quitutes a venda. É impossível sair de lá sem comprar nada. rs

Artesanato da região
Barraca do milho
Docinhos deliciosos

Como visitei Santana de Parnaíba durante o feriado de Corpus Christi, não tive muito tempo para visitar os museus da região, como por exemplo o Museu Casa Anhanguera (que foi moradia do bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva). Foi uma pena... Gostei muito da cidade e a considero uma ótima opção para um passeio aos finais de semana.


NOSSA AVALIAÇÃO:




Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.