GUARAREMA: Pequena, tranquila e bela

Viagem realizada em dezembro/2016



O turismo em Guararema não é tão divulgado aqui em São Paulo. Quase nada se ouve falar dessa cidade, que muitas vezes acaba passando despercebida por quem visita a região do Alto do Tietê e do Vale do Paraíba. Ela fica tão pertinho da capital que, certamente, é um excelente lugar para fazer um bate-volta ou até mesmo passar um final de semana inteiro. São apenas noventa quilômetros de distância, percorridos em menos de duas horas.

Quem costuma viajar sem carro (como eu) já dará um ponto positivo para a cidade, pois quase tudo pode ser feito a pé. Chegar até lá também é super tranquilo! Peguei um ônibus na rodoviária do Tietê e em menos de oitenta minutos já estava passeando por Guararema. Além desse ônibus que sai da rodoviária, existem outras opções de transporte público como, por exemplo, pegar um ônibus urbano lá na estação Estudantes, em Mogi das Cruzes.

Paisagens da rodovia

Meu passeio por Guararema começou na Praça do Coreto. Ali pertinho ficam a Casa da Memória (uma espécie de museu com documentos e objetos que contam um pouquinho da história da cidade e que, infelizmente, estava fechada quando estive por lá), o Centro Cultural (onde há oficinas e ações artísticas e que também estava fechado) e um Boulevard (uma espécie de calçadão com muitas lojinhas e restaurantes). Ali pertinho fica outra praça: a Praça Nove de Julho, onde está localizada a Igreja São Benedito, também conhecida como Igreja Matriz, construída em 1954.

Praça do Coreto
Praça Nove de Julho

De lá segui para o Centro Cultural Dona Nenê, que fica em uma outra praça super bem cuidada e charmosa. Gente, quanto artesanato lindo e diferente estão expostos nesse local! Fiquei encantada! Tem muuuita coisa bonita e a visita vale muito a pena. Aí nessa praça também fica o ponto do Trenzinho, que faz uma espécie de city tour por Guararema aos finais de semana e feriados. 

Centro Artesanal Dona Nenê

Bom, agora vamos falar da parte que mais gostei na cidade: os belíssimos parques! O primeiro que visitei foi o Parque Ilha Grande. Ele fica dentro de uma ilha do Rio Paraíba do Sul e para acessá-lo é preciso atravessar uma ponte de ferro super bonita. A paisagem lá de cima é linda! Há muito verde e o rio está cheio de peixinhos! Dentro do parque há trilhas para caminhada, mirante, playground, local para prática de atividades físicas e um Núcleo de Educação Ambiental. Quando estava caminhando por lá, tive muita sorte e vi uma família de capivaras, além de esquilos e muitas aves.

Fonte com escultura na entrada do Parque Ilha Grande
Ponte de acesso ao Parque Ilha Grande
Cachorrinho nadando junto com os peixinhos no Rio Paraíba do Sul
Área interna do parque (à esquerda) e uma das capivaras que estavam por lá (à direita)
Esquilinho s2

Outro parque que merece a visita é o Recanto do Américo, também conhecido como Pau d'Alho (a árvore símbolo da cidade). Neste parque também há belíssimas paisagens e duas pontes suspensas que passam por cima do rio. Além da pista para caminhada, também há quiosques para piquenique, mirante e muitos banquinhos para sentar e contemplar a natureza! Na área externa do parque, há lanchonete e sanitários. Este local é tão bonito e fotogênico que muitos fotógrafos o utilizam para fazer ensaios de casais, modelos, gestantes...

Quiosques na entrada do Parque Recante do Américo
Uma das pontes do parque
Área de caminhada
Passarela que cruza o Rio Paraíba do Sul

Outro cartão postal de Guararema é a Estação Ferroviária, que foi tombada como patrimônio histórico e de onde partem passeios em uma charmosa locomotiva a vapor. Essa maria-fumaça veio lá dos Estados Unidos no ano de 1927 (chique demais, né?). Esse passeio percorre cerca de sete quilômetros de trilhos e só sai aos finais de semana e feriados em dois horários: um de manhã e outro à tarde. Quando o trem chega na estação da Vila Luis Carlos ele faz uma parada, onde é possível visitar todo o centro histórico, que tem diversas construções de 1914. Se você quiser mais informações sobre o passeio corre lá no final do post que tem um link para o site oficial do trem. Ah, ali pertinho da estação de Guararema fica o Pontilhão, outra ponte lindíssima construída por ingleses, em 1910.

Estação de trem
Pontilhão

Bom, deu para perceber que gostei muito de Guararema! Ela tem aquele clima gostoso de interior e, ao mesmo tempo, fica bem pertinho da capital. Os atrativos culturais, naturais e históricos não são tão grandiosos, mas gostei de todos os lugares que visitei. Aliás, sabe o que mais me surpreendeu na cidade? A limpeza, a organização, a excelente sinalização turística, os jardins super bem cuidados, as construções históricas conservadas, a receptividade... Todos os moradores e a administração pública estão de parabéns por cuidarem tão bem de Guararema! Gostei muito de conhecê-la!


VISITE TAMBÉM:
www.porondeandamos.com/guararema
jeguiando.com/2013/09/16/guararema-sp-dicas-o-que-ver-o-que-fazer
www.tremdeguararema.com.br

NOSSA AVALIAÇÃO:


Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.