CAMPOS DO JORDÃO: Charme e romantismo na Serra da Mantiqueira

Última viagem realizada em março/2017


Campos do Jordão é uma das cidades serranas mais românticas de São Paulo. Ela está localizada no meio das montanhas da Serra da Mantiqueira (a mais de 1600 metros de altitude) e esbanja charme e aconchego. Ah, e fica pertinho da capital! São apenas 170 quilômetros de distância, ideal para conhecer em um final de semana. A alta temporada é no inverno, quando o frio chega bem forte e deixa todos os hotéis e restaurantes lotados. A Vila de Capivari (vulgo "centrinho") fica quase intransitável! Mas curtir a cidade no verão também é uma ótima opção. Os preços estão mais em conta, as ruas ficam mais vazias e você consegue conhecer toda a cidade com muito mais tranquilidade.

Paisagem da subida da serra
Dá até para ver o pôr do sol da estrada

Já fui para lá algumas vezes, geralmente no estilo bate-volta. A única vez em que dormi na cidade me hospedei na Pousada Santha Serra e adorei! A arquitetura é linda, os quartos são super confortáveis (a vista da varanda é muuuito bonita), o atendimento é ótimo e o café da manhã m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o!!! Tinham muitas, muitas opções de bolos, doces, pães, sucos, frutas... Simplesmente amei! Ela não fica tão perto do centrinho, mas dá para ir a pé tranquilamente (são uns dez minutos caminhando).

Pousada Santha Serra
Vista da varanda da nossa suíte

A arquitetura de Campos do Jordão é linda! Boa parte das construções é inspirada nas cidades europeias (puro glamour, rs). Tudo é muito charmoso e aconchegante. Não é à toa que Campos é conhecida como a "Suíça Brasileira". A Vila de Capivari é o bairro mais turístico e onde está concentrada a maior parte dos hotéis, restaurantes, bares e lojas. As lojinhas de chocolates e doces são uma tentação! É delicioso (e caro, rs)! Assim como o rodízio de fondue, que também é bem tradicional na cidade. Mas não pense que tudo tem valores absurdos por lá. Há restaurantes com preços em conta, principalmente no horário do almoço. Além da parte gastronômica, também há muito comércio de malharia. Vale a pena dar uma olhadinha!

Praça principal de Capivari (à esquerda) e banca de jornal fofa (à direita)
Arquitetura europeia dos restaurantes e lojas
Mais arquitetura (à esquerda) e os trilhos que cortam a cidade (à direita)

Um dos passeios mais famosos e imperdíveis da cidade é andar no Teleférico do Morro do Elefante. É muito legal e dá até um friozinho na barriga! O percurso de quinhentos metros dura de cinco a dez minutos e termina lá no topo da montanha. Esse morro é a parte mais alta de Campos do Jordão. Fica a 1800 metros de altura! Lá em cima tem um mirante com uma paisagem maravilhosa da cidade. É muito, muuuito lindo!!! Para quem vem de carro, o mirante também pode ser acessado por meio de uma estrada. Ao lado do embarque do teleférico, há um lago bem bonito com pedalinhos.

Prepare-se: é bem alto!
Vista do mirante do Morro do Elefante
Lago com pedalinhos

Quem visita a cidade à pé também consegue conhecer vários lugares bonitos. Do centrinho sai o passeio no Trenzinho da Montanha que faz uma espécie de city tour por Campos do Jordão. Apesar de parecer infantil, eu fiz o passeio e achei bem legal! Ele passa por várias ruas muito bonitas e o guia vai contando curiosidades de algumas casas e hotéis que tem pelo caminho. O passeio dura aproximadamente umas duas horas e o trem faz uma parada na Ducha de Prata, localizada na Vila Inglesa. Esse parque, apesar de pequeno, é bonito e tem várias duchas que podem ser utilizadas pelos visitantes. Também há lojinhas de doces, souveniers e malharia.

Passeio no Trenzinho da Montanha
Rua bonita no bairro Alto de Capivari
Parque Ducha de Prata, no bairro Vila Inglesa

Campos do Jordão também tem uma histórica estrada de ferro, construída em 1910. O local de onde saem os passeios por essas linhas férreas fica lá no centrinho de Capivari. Da Estação Emílio Ribas partem um bondinho em estilo inglês super charmoso e um trem antiquíssimo. O passeio no bondinho é rápido (dura uns quarenta minutos), pois ele só percorre quatro quilômetros de trilhos, passando por alguns bairros e chegando até a entrada da cidade. Já o passeio de trem que vai até Santo Antônio do Pinhal demora de duas a três horas. Ele percorre dezenove quilômetros de trilhos encrustados na Serra da Mantiqueira, chegando até a cidade de Santo Antônio do Pinhal (vizinha de Campos do Jordão). Lá ele faz uma parada de trinta minutos na Estação Eugenio Lefreve. Nessa estação há um mirante com uma vista panorâmica da Serra da Mantiqueira e das cidades de Taubaté e Pindamonhangaba (bem ao fundo). É muuuito lindo! Esse trecho é o ponto mais alto das ferrovias do Brasil.

Estação Emílio Ribas
Paisagens durante o passeio
Vista panorâmica do mirante

Outro lugar que super recomendo a visita é o Parque Estadual de Campos do Jordão, mais conhecido como Horto Florestal. Ele fica a uns quinze quilômetros do centro e dá para chegar de ônibus (ele passa a cada hora e o ponto final é dentro do horto). O parque é enooorme! São mais de oito mil hectares, repletos de araucárias e outras plantas típicas da região. Lá também tem um lago lindo, cheio de peixinhos, além de churrasqueiras, local para piquenique, lanchonetes, restaurantes, lojinhas de artesanato e até uma ponte pênsil muuuito legal (ela balança demais, dá até um frio na barriga)! Para quem tem preguiça de caminhar ou quer conhecer o parque com mais comodidade, há um trenzinho com monitor que circula pelo parque. Ah, também tem um circuito de arvorismo e uma tirolesa.

Entrada do parque (à esquerda) e vegetação típica da cidade (à direita)
Lago cheio de peixinhos
O parque é cheio de borboletas (à esquerda) e tem até Ponte Pênsil (à direita)

Outro atrativo do Horto Florestal são as trilhas no meio da mata. São quatro: Trilha das Quatro Pontes (1 km), Trilha da Cachoeira (4,6 km), Trilha do Rio Sapucaí (2,6 km) e Trilha dos Campos (3 km). A primeira que fiz foi a Trilha do Rio Sapucaí e gostei muuuito! Na entrada da trilha, há uma plaquinha dizendo que a trilha é difícil, mas achei super tranquila. Em alguns pontos há uma subidinha, mas nada que exija muito esforço ou preparo físico. Na parte mais alta, há muitas paisagens lindas! Fiquei encantada com as montanhas verdinhas, cheias de araucárias. É muito bonito! Não vi nenhum bichinho ou pássaro diferente, mas haviam muitas borboletas.

Entrada da trilha
O caminho é todo assim: repleto de belas paisagens
Muitas araucárias durante a trilha

Em uma outra visita ao Horto Florestal, aproveitei para fazer mais uma trilha: a Trilha da Cachoeira. Apesar dela ser mais extensa do que a do Rio Sapucaí (a ida e a volta somam quase cinco quilômetros) achei mais tranquila de fazer, pois o caminho é super plano e não tem aquele sobe-desce. O percurso é bem demarcado e bonito, mas não tem tantas paisagens... O final é em uma pequena cachoeira. Apesar dessa trilha não ter me chamado tanto a atenção (a do Rio Sapucaí tem paisagens muuuitos mais bonitas), acho que ela é uma boa opção para quem gosta de caminhadas ou não tem um preparo físico tão bom.

A cachoeira no final da trilha (à esquerda) e o caminho da trilha (à direita)
Paisagens durante a caminhada
Vi muitas borboletas durante o percurso

Adorei Campos do Jordão! A cidade é um charme e super romântica! Nas quatro vezes em que estive lá, fui de ônibus, então não deu para conhecer alguns atrativos mais distantes do centro. Recomendo ir de carro para poder visitar o Amantikir, o Tarundu, o Palácio Boa Vista, a Pedra do Baú... A cidade tem muitas opções de atividades de ecoturismo e passeios de jipe e quadriciclos. Gostaria de voltar com mais tempo!


GOSTOU DE CAMPOS DO JORDÃO?
Visite Santo Antonio do Pinhal também!

NOSSA AVALIAÇÃO:




Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.