CANELA: A vizinha (também linda) de Gramado

Viagem realizada em fevereiro/2013


Canela é mais uma das lindas cidades que formam a encantadora Serra Gaúcha (e também foi colonizada por imigrantes alemães). Fica do ladinho de Gramado (são apenas sete quilômetros de distância) e é super rápido chegar de ônibus (não demoramos nem quinze minutos). A Avenida das Hortênsias liga essas duas cidades e como estávamos hospedadas nela, ficou bem fácil ir de uma cidade para outra.

O primeiro lugar que conhecemos foi o Mundo a vapor (fomos a pé da pousada). Trata-se de um parque temático com miniaturas de máquinas e fábricas movidas a vapor. Confesso que esse lugar não não me chamou muito a atenção (acho que o ingresso não vale o preço que custa). O que mais gostei foi do trem despencando da fachada e da máquina à vapor que fabricava papéis (ganhamos um pedaço do papel que foi fabricado na hora, bem interessante!)

Máquina à vapor que fabrica papéis
Trem despencando da fachada do Mundo à Vapor (à esquerda) e Catedral de Pedra, no centro (à direita)

Para ir aos parques mais distantes, pegamos um ônibus em Gramado e descemos no ponto final em Canela (que fica dentro da rodoviária). Depois fomos de táxi ao Parque do Caracol, já que tem pouquíssimos ônibus que vão até lá (e em horários bem estranhos). Achei o táxi bem caro, pois para rodar apenas sete quilômetros, ele cobrou trinta reais! O parque não é muito grande, tem algumas trilhas e quedas d'águas. Em duas horas dá para conhecer tudo. A grande atração é a Cascata do Caracol. Ela é liiiiinda vista do mirante ou da parte de baixo (são 130 metros de queda!). Para conhecer a parte de baixo tem que descer uma escadaria (chamada de escada da perna bamba, rs) com mais de setecentos degraus. Tem que ter fôlego! Vi algumas pessoas passando mal e sendo socorridas pelo resgate.

Entrada do Parque do Caracol
Cachoeira com mais de 130 metros de queda
Tem que ter fôlego e boas condições físicas para descer essa escadaria
Outras quedas d'água do parque
A cachoeira vista do mirante

A ideia inicial era ir de táxi, conhecer o parque e voltar de ônibus (que passa em apenas dois horários diários), mas quando estávamos indo para o parque, descobrimos três atrações/parques no meio do caminho e ficamos com vontade de visitar. Acabamos pegando o ônibus da volta e descendo dois quilômetros depois (o restante voltamos à pé, pela estrada).

O primeiro lugar que paramos foi no Mundo Gelado. Esse parque é novo em Canela e se resume a um corredor com esculturas de gelo. Como a temperatura varia em torno de -10 graus, você não consegue ficar mais que quinze minutos lá dentro. Achei que não vale o preço que custa, pois apesar de interessante, é muito rápido e não tem muitas esculturas.

Entrada fofa do parque Mundo Gelado
Esculturas de gelo

Depois tentamos ir ao Castelinho Caracol, mas estava fechado para almoço. Ele é bem bonito por fora! Também passamos pelo Parque Pinheiro Grosso e Parque Terra Mágica Florybal, nesse último nós não entramos pois ficamos com medo de ser muito infantil e o preço não era muito convidativo.

Castelinho Caracol, muito fofo
Parque Terra Mágica Florybal

Depois de quase uma hora andando pela Estrada do Caracol, chegamos no centrinho de Canela. Conhecemos a Catedral de Pedra (que é liiiiinda!!!), a Casa de Pedra (estava fechada), almoçamos, fomos em algumas lojinhas e voltamos para Gramado bem no final do dia.

Casa de Pedra
Pracinha cheia de barraquinhas vendendo artesanato

Gostei bastante de Canela! Apesar de não ser tão charmosa e arrumadinha como sua vizinha Gramado, ela tem atrativos muito interessantes e bonitos. Também tem os restaurantes e pousadas mais baratos (muita gente prefere se hospedar aqui por conta disso). Faltou conhecer muita coisa por lá, como o Parque da Ferradura e o Alpen Park.


GOSTOU DE CANELA?
Visite também as outras cidades da Serra Gaúcha. Gramado, Três Coroas e Nova Petrópolis ficam bem pertinho!

NOSSA AVALIAÇÃO:




Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.