ITACARÉ: Coqueiros, trilhas e surf

Viagem realizada em outubro/2010


Conhecemos Itacaré durante nossa viagem de férias à Bahia. Nossa ida para lá foi um pouco tumultuada. Saímos do Morro de São Paulo à uma da tarde e chegamos na rodoviária de Valença às duas e pouquinho. Como era véspera de feriado, não encontramos mais passagens para o ônibus das 14h45. Acabamos pegando o das 16h, da viação Cidade do Sol. Essa companhia é uma meeeeeeerda!!! Ela vende mais passagens do que o previsto e as pessoas têm que viajar em pé, porque não tem lugar para sentar. É um absurdo e muito perigoso. Pelo que ouvi algumas pessoas comentando é normal isso acontecer. Fiquei completamente passada e só não me estressei porque estava de férias. Havia pessoas que estavam em pé desde Bom Despacho. Como eles permitem isso? Fazer uma viagem de quase seis horas em pé? É um absurdo!!!!!!!!!!!!!


Chegamos em Itacaré às sete e pouquinho da noite e pegamos um táxi até a pousada. Havíamos reservado com a Pousada Casa de Praia. Os flats são uma graça!!! Super arrumadinhos e bem decorados. Estávamos na dúvida se reservávamos nessa pousada, pois era mais barata do que as outras e não tínhamos encontrado muitas referências no Google. Foi uma surpresa e tanto quando chegamos lá!

Nosso flat na Pousada Casa de Praia
Passarinhos no jardim da pousada

Os dias em Itacaré foram ótimos! Muito, mas muito sol! No primeiro dia conhecemos as praias centrais: Coroinha (é uma praia bem urbana, não é boa para banho), Concha (tem uma ótima infraestrutura e é bem bonita, com vááááários coqueiros), Resende (bem pequena e tranquila), Tiririca (tem ondas bem fortes e é bastante frequentada por surfistas), Costa (bem também pequena e vazia) e Ribeira (bastante frequentada e com ótima infraestrutura, tem até tirolesa!). Depois pegamos a trilha para a Prainha.

Coroinha, a praia central
Praia da Concha
Vista para a Praia Coroinha
Trilha para a Praia do Resende
Praia do Tiririca
Praia da Ribeira, a mais movimentada

Quando estava planejando a viagem, pesquisei sobre essa trilha em vários sites e todo mundo recomendava ir com guia. Acabei ficando na dúvida se contratava um guia ou não. Acabei fechando o passeio com uma agência e depois que fiz a trilha, também recomendo ir com guia. Eu não conseguiria fazer aquela trilha sozinha. Tem várias bifurcações e é fácil pegar o caminho errado. Demoramos uns quarenta minutos para chegar. A Prainha é gostosa e bonita, mas não tem nada de mais. Não acho que ela mereça o título de "a praia mais bonita de Itacaré". Também não gostei do serviço do guia neste dia. Na agência eles falaram que o passeio ia até às quatro da tarde, mas acabamos voltando às duas porque as outras pessoas do grupo não queriam mais ficar na praia. À noite fomos passear na Rua Pituba. É bem gostosa e tem várias lojinhas e opções de restaurantes.

Trilha para a Prainha
Muuuuitos coqueiros
Prainha
Sirizinho

Em nosso último dia em Itacaré fizemos a trilha para a Praia de Jeribucaçu. Essa praia é maravilhosa!!!! A mais linda de Itacaré, com certeza!! Mas a trilha para chegar até lá... Foi muita aventura! No começo da trilha paramos na Cachoeira da Usina. É bonita, mas como não curto muito cachoeiras, não achei muita graça. De lá continuamos a trilha para a praia. Como havia chovido nos dias anteriores, o chão estava bem molhado e, algumas partes, escorregadias. Vimos pés de cacau (provamos a fruta também, não senti nenhum gosto de chocolate, me lembrou gosto de jaca! rs), frutinhas de onde se tira o azeite de dendê e muitas outras coisas interessantes!

Cachoeira da Usina
Frutos de onde se extrai o azeite de dendê
Cruzando o rio
Cacau, não tinha gosto de chocolate...

Tivemos que cruzar um rio duas vezes (quase morri!) e (a pior parte) cruzar um mangue... Foi horrível pisar naquela terra preta e molhada. Não dava para saber em que você ia pisar e o meu pé afundava. Foi horrível!!! Mas depois chegamos na praia e foi lindo! Tem muitos coqueiros, um rio e o mar. Ah, o mar... Super recomendo essa praia! A trilha da volta foi bem mais tranquila. Seguimos por outro caminho, que é o mais usado pelos usuários comuns (que não vem por agência).

A pior parte da trilha: cruzar o mangue
Caranguejo do mangue
E depois da trilha, o paraíso!
Delícia de praia

Gostei muito de Itacaré e os três dias que passamos lá foram ótimos e muito agradáveis! As praias são bonitas, mas senti que eram todas muito iguais (tirando a de Jeribucaçu e a da Concha). Dava a impressão que estávamos na mesma praia, sempre. Infelizmente não deu tempo de fazer o rafting e nem de conhecer as outras praias. Mas fica pra próxima!

Voltamos para Salvador via Bom Despacho. Fica beeeem mais barato do que pegar o ônibus direto pra rodoviária de Salvador (metade do preço) ou do que voltar de avião via Ilhéus (o preço de uma passagem para lá dá para comprar a ida e volta por Salvador).


GOSTOU DE ITACARÉ?
Visite a paradisíaca Península de Maraú! Fica ao lado.

ACESSE TAMBÉM:
www.itacare.com.br

NOSSA AVALIAÇÃO:





Todos os textos e fotos contidos nesse blog são minha autoria e não podem ser reproduzidos sem autorização.